CHURRASCO PERFEITO - 3° CAPÍTULO - COLOCANDO A CARNE NO FOGO.

Atualizado: Jun 1

Talvez você já saiba disso, mas o ideal na hora de levar a carne pro fogo é que ela esteva à temperatura ambiente. Ou seja, se estiver congelada, deixe-a descongelando na geladeira de um dia pro outro e quando estiver descongelada, tire-a da geladeira uns 50 minutos antes de levá-la ao fogo.


A essa hora você já sabe como acender uma churrasqueira, ou se não sabe, volte pro capítulo 1. Após acendê-la, o interessante é criar duas zonas de calor: uma quente e outra mais fria. Isso pode ser feito de duas maneiras: ou tendo duas grelhas em alturas diferentes (uma mais perto do fogo e outra mais distante) ou, se sua churrasqueira for grande o suficiente, você pode concentrar a brasa toda de uma lado, criando zonas de temperaturas diferentes uma ao lado da outra. Não coloque a carne na grelha assim que colocar fogo no carvão. Você deve esperar formar a brasa, o que demora cerca de 40 minutos.


A característica de cada carne é o que vai determinar qual é a melhor forma de prepará-la, mas hoje em dia existem várias técnicas para se preparar uma mesma carne. Você pode assar, grelhar, defumar, fazer um reverse searing, fazer um dirty steak e por aí vai, mas vamos focar no que é feito com mais frequência e eu prometo falar das outras técnicas nos próximos capítulos.



Assar é diferente de grellhar. Quando você coloca a carne na zona mais fria, onde ela vai cozinhando de forma mais lenta, você está assando a carne. Agora quando você coloca a carne na zona quente, perto do fogo, você está grelhando. A forma mais amplamente ensinada a todos é uma que fala que primeiro você deve selar a carne, grelhando-a rapidamente dos dois lados, e depois, se forem carnes mais altas, colocá-la pra assar. Se for um steak fino, você pode perfeitamente só grelhá-lo. A minha forma preferida de se preparar uma carne é com o método de reverse searing, que defende exatamente o contrário dessa técnica de selar a carne primeiro. Mas isso é coisa pra outro post. Vamos aos pontos da carne.


Se você tem um termômetro em casa, pode utilizar a seguinte tabela para chegar ao ponto desejado medindo a temperatura do centro da carne. Se ainda não tem e acha que não é necessário ter um termômetro, a tabela das mãozinhas vai te ajudar a saber qual o ponto em que a carne está apenas pressionando o centro da carne com o dedo. A firmeza da carne ao apertá-la vai ser muito próxima da firmeza que você encontra ao fazer exatamento como as mãozinhas estão mostrando na tabela. E quanto mais carnes você fizer, mais fácil isso vai ficar. Acredite! Com o tempo, você vai descobrir o ponto da carne no olho!



Agora se você está esperando o final desse post para que eu te diga qual é o ponto certo, isso não vai acontecer! Na minha opinião, o ponto certo é aquele que agrada quem vai comer.


Espero que vocês estejam com a churrasqueira pronta pra fazerem mais um churrasco e colocarem em prática tudo que eu venho falando! Boa semana e até o próximo post.



Beijos em brasa,

Be

3 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo